INVASORES DE QUARTOS

Em 26 de dezembro de 1985, em um lugar chamado Ulster County que fica no interior do estado de Nova York, um homem de Whitley Strieber teve um encontro que marcaria para sempre a sua vida.

De dia Whitley era um autor e à noite ele era apenas um cara normal de família. Ele era o tipo de pessoa que ama passar seu tempo com a família e amigos e também tirando férias em sua cabana na floresta. Nesta noite em particular, por volta das 20h30, Whitley armou o sistema de alarme da sua casa e foi se deitar. No meio da noite foi acordado por um som estranho e alto, como um rosnado. Ele saiu da cama para investigar e foi surpreendido ao ver um ser estranho andar para a sala.

Quando ele fixou os olhos no ser ele perdeu a consciência. Whitley então se viu em um bosque não muito longe da cabana. Ele não tinha lembranças do que aconteceu depois de sair da cama e encarar o intruso. Com o incidente constantemente “povoando” a sua mente, ele decidiu que a única maneira de descobrir o que aconteceu naquela noite era se submeter uma hipnose regressiva. Os resultados foram assustadores, pois Whitley lembrou que ele estava flutuando para fora de seu quarto e para dentro de um OVNI que estava pairando sobre a cabana.

Uma vez que ele estava a bordo, estranhos os seres realizaram numerosos exames. Whitley acreditava que tudo testemunhou era muito real e ele passou a escrever sobre sua experiência, que culminou com a publicação de um best-seller chamado “Communion”.

Em uma pesquisa feita em 1991, estimou-se que que ao redor quatro milhões de pessoas nos EUA poderiam ter sido abduzidas e que essas abduções se deram na maioria das vezes durante a noite. Também se descobriu que a maioria das pessoas lembravam de terem sido imobilizadas e transportadas de seus carros ou camas para o interior de um OVNI à espera.

Uma vez lá dentro, muitos se lembram de estar em algum tipo de “quarto de hospital”, com luzes brilhantes e pequenos seres estranhos com olhos muito grandes. Muitos relatam que eram colocados em uma mesa de exame onde não conseguiam se mover. Baseado nessas informações, parece que há um padrão nesse processo.

Por que os alienígenas visam nossos quartos? Tem a ver com a captura de pessoas inconscientes? Ou é porque quando estamos dormindo estamos mais vulneráveis?

Quando estamos dormindo, todos nós entramos em um estado relaxado e não sabemos o que acontece ao nosso redor. É nesse ponto que começamos a nos questionar: foi realmente real ou apenas um sonho? Apesar de tudo isso afirma, a comunidade científica se recusa a ouvir tais relatos e a investigar pelo menos um desses casos.  Em vez disso, eles concluem que essas experiências são o resultado de ‘Paralisia do sono’, quando uma pessoa fica paralisada ao acordar, tendo a sensação que está sendo observada ou com alguém em seu recinto. Isso às vezes pode induzir pânico. A Paralisia do Sono é bem similar ás características apresentadas pelas pessoas abduzidas.

Whitley afirmou que sua esposa ficou dormindo o tempo todo durante a sua experiência de abdução. Em alguns casos já se descobriu que pessoas ao lado ou no mesmo ambiente do abduzido não ouvem, veem ou sentem nada. É possível que esses alienígenas tenham um controle sobre todo um ambiente, incluindo pessoas? É possível que a “luz brilhante” leve os abduzidos para outra dimensão?

Nós enxergamos um universo em três dimensões que consistem em altura, largura e profundidade. A quarta dimensão é o tempo. Muitos físicos em todo o mundo sugerem, de acordo com a física quântica, que poderia haver ao menos onze dimensões diferentes. Relatórios que foram recentemente divulgados pelos cientistas do Grande Colisor de Hádrons (LHC) Organização Europeia para a Pesquisa Nuclear (CERN), na Suíça, mostram que eles estão procurando evidências para confirmar se podem existir mais do que quatro dimensões dentro do universo. É sugerido que a existência de dimensões extras está sendo comprovada devido ao fato de que quando os átomos são esmagados juntos em velocidades rápidas, eles se aproximam da velocidade da luz. A precipitação real dessas colisões está começando a revelar os segredos de nosso universo e dentro do próximo alguns anos, podemos encontrar mais dimensões além do reino de percepção humana.

Muitos ufólogos parecem acreditar que os alienígenas podem ter a capacidade de mudar de dimensão e que os abduzidos são levados para essas dimensões e não para uma OVNI “estacionado” ao lado de sua casa. E pode ser por isso que a esposa de Whitley não acordou e ele foi deixado em um bosque perto de sua cabana.

Em 30 de novembro de 1989 em Nova York, nos EUA, por volta das 3h15 da manhã, dois oficiais de segurança estavam escoltando um oficial de alto escalão das Nações Unidas, quando viram um enorme objeto brilhante pairando acima de um prédio de apartamentos. Eles logo notaram que era um OVNI, mas nada poderia prepará-los para o que aconteceu a seguir.

O OVNI lançou um feixe de luz azul diretamente na janela de um apartamento do 12º andar do prédio e eles viram uma mulher sair flutuando pelo feixe e entrar no objeto que estava parado no céu.

A nave, então, supostamente se moveu e mergulhou no rio East River.

Anonimamente, os dois oficiais de segurança entraram em contato com o ufólogo e especialista em abduções, Budd Hopkins, relatando o fato. Mas eles não foram as únicas testemunhas. Devido ao trânsito intenso na Ponte do Brooklyn, várias pessoas também viram o que aconteceu.

A abduzida, em um ato de coragem revelou a sua identidade ao público: Linda Cortile.

As regressões hipnóticas realizadas por Budd revelaram que Linda viu cinco seres alienígenas ao seu redor e dois estavam atrás dela quando ela foi levada pelo feixe de luz a bordo do OVNI. Uma vez dentro do objeto, ela foi levada para uma sala onde ela passou por um exame, muito semelhante ao que outros abduzidos revelam. Budd Hopkins continuou a dizer que o caso de Linda foi um dos mais importantes em relação à realidade objetiva de qualquer abdução alienígena que ele pesquisou; e ele pesquisou milhares deles.

Sobre os locais onde os abduzidos seriam levados, existem teorias, que tal lugar seria um complexo militar do governo dos EUA no Novo México, um complexo subterrâneo com vários andares abaixo da superfície. Este local seria a base de Dulce. Não há veículos militares ou torres de vigia. Muitos acreditam que os militares norte-americanos ocupam esta área e o base é utilizada especificamente por seres humanos e…extraterrestres.

Alguns ufólogos acreditam que milhares de pessoas que tiveram experiências com esses estranhos seres e podem ter sido trazidos para a Base Dulce, onde eles estão sujeitos a certos tipos de exames e testes.

Quanto a se isso é verdade ou não, nós só posso especular, mas diz-se que o complexo teria 7 andares subterrâneos. O nível quatro é deveria se concentrar apenas na hipnose e telepatia. Alguns especialistas dizem que lá são feitos testes de ondas cerebrais enquanto as “cobaias humanas” dormem.

E se os especialistas puderem acessar as ondas cerebrais enquanto estamos acordados? É possível que eles possam criar uma “porta” através da qual poderíamos facilmente ser controlados?

Norman S. Don, foi um neurocientista na Universidade de Illinois em Chicago, EUA. Ele também fez um extenso trabalho de campo no Brasil, estudando a função cerebral de médiuns em transe, curandeiros, pessoas que tomam a mistura alucinógena ayhuasca e pessoas que alegam abdução de OVNIs. Além de trabalhos mais convencionais, ele publicou cerca de 100 artigos e capítulos de livros sobre parapsicologia e função cerebral. Ele conheceu o professor da Índia Oriental Meher Baba em 1970, o que o levou aos estudos da consciência e à escrita de poesia.

Dentre seus trabalhos, um que ele conduziu com abduzidos obteve uma conclusão interessante. Segundo o estudo, em todas as pessoas que afirmaram que tiveram contas com extraterrestres em seus quartos ou que foram levadas a bordo de um OVNI tiveram suas ondas cerebrais analisadas. O resultado mostrou que em todos os casos, todos os “pacientes” que antes da experiência de abdução, nenhum deles tinha a capacidade de alcançar o transe, mas agora isso era possível. Experimentos semelhantes foram supostamente realizados como parte do Projeto Montauk. O propósito é o controle da mente? Se o governo dos EUA está por trás disso, talvez nós todos estejamos sendo preparados para o contato?

Texto de Jackie Heighway

 

Phenomena Magazine – edição 142 fev/2021.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias

UFOS E AS MISSÕES ESPACIAIS

Desde o início da corrida espacial nossos astronautas têm sido monitorados por UFOs. Qual a verdadeira história por trás disso? No dia 20 de julho

Leia mais »

UFOS DURANTE CONFLITOS MILITARES

Durante quase todos os conflitos militares do planeta, desde os tempos mais remotos até os mais recentes, estranhos objetos têm sido observados no cenário dos entraves.

Leia mais »